História

O Museu de Arte Sacra da Diocese de Uberlândia/MAS foi criado aos 26/05/2009 como um projeto de extensão da Faculdade Católica, pois não possuía sede própria, e iniciou sua organização com parcos recursos. Desde sua criação, o Museu procurou dialogar com o meio acadêmico e religioso, fomentando a conscientização do valor da história e dos bens culturais encontrados nas práticas exercidas pela Igreja Católica em toda extensão do território da Diocese de Uberlândia.

No ano de 2013 ao início de 2014, as atividades do MAS foram interrompidas para reestruturação e novos encaminhamentos, sendo feito a partir de Junho de 2014, o agrupamento no acervo museológico, agora, em grande parte guardado em sua reserva técnica. Neste ano de 2015 o museu completa seis anos de criação. Então se pensou em um local para materializar suas atividades, que a principio seria em uma sala na Cúria Diocesana, projeto inviabilizado devido ao espaço, pois esse não comportaria todo o acervo do museu e seus projetos culturais.

Para tanto, o bispo diocesano D. Paulo Francisco Machado no dia 03 de julho de 2014 nomeia Pe. Rogério Antônio Alves como pároco da paróquia Divino Espírito Santo do Cerrado. Vale ressaltar o notório valor arquitetônico de tal espaço que irá sediar as atividades do MAS, sendo este projetado pela renomada arquiteta Lina Bo Bardi e, sendo tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais/IEPHA. Diante disso, D. Paulo durante a posse do novo pároco convoca a comunidade a unir-se na estruturação do Museu. Projeto acolhido por todos os que estiveram presentes na ocasião e, assim, a antiga casa paroquial será provisoriamente o espaço do Museu de Arte Sacra da Diocese de Uberlândia.